Cada Dia, o Ano Todo!
Dezembro
D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031    
BUSCA:
  

Menu Principal

INICIANTES
    Evangelismo
    Principiantes
    Discipulado
    Discipulador
    Introdução à Bíblia
    Apostilas
AVANÇADO
    Homilética
    Hermenêutica
    Religiões
    Seitas
    Doutrinas
    História da Igreja
VIDA CRISTÃ
    Aos Cristãos em Geral
    Aconselhamento
    Minhas Pérolas
    Finanças
BÍBLIA
    As Escrituras
    VT - Diversos
    VT - História
    VT - Livros
    VT - Sinopse
    NT - Diversos
    NT - História
    NT - Livros
    NT - Sinopse
    Mapas
    Cronologias
    Provérbios
    Salmos
    Panorâmica
    Bíblia Toda em Um Ano
    Esquemas Mensais
ELES / ELAS
    Casais
    Homens
    Líderes
    Liderança
    Maná da Segunda
    Mulheres
    Dicas
    Receitas
EBD / EBF
MISSÕES
    Missões
    Missionários
    Diversos
DIVERSOS
    Hoje
    De a A a Z
    Folhetos
    Reflexões
    Eventos
    Dias Especiais
    Ocasiões
    Publicações

08 25 QUEM é O INIMIGO? oc Rv
12.01 frisson de Natal
11. 15 Antecipe o Natal nov dks
..Natal, na cozinha? dks
07 09 Dever de consci~ oc
* 11.23 Oc...*GRATIDÃO (maná)
11.24 *Dia de Graças. lei oc
05 07 Faça um cartão oc
12 01...* PRÁTICAS dks
03 20 Início do out 21.03 oc
Dentro.Fora da IGREJA oc
05 04 Mãe, que presente quer ? oc
11.26 ...*Em tudo...? oc
1+ 1 = 1 ? * oc rfx
07 de abril Hist oc
05 12 Mãe e CULPA Ed Fiel oc
11.09 DESACELERA oc
Dia da Bíblia 2o domingo oc
é FERIADO oc
Doando-se no Natal oc
Como chegou a nós
 



03.24...Servindo a Deus...

MANÁ DA SEGUNDA,www.cbmc.org.br 24 de março de 2008

Dez anos servindo as comunidades empresarial e profissional


Servindo a Deus no Mercado,  Por Robert J. Tamasy

 

     Rick Boxx escreveu recentemente sobre o impacto que lhe causou o filme, “Amazing Grace” (Maravilhosa Graça), que conta a história do estadista britânico William Wilberforce e sua heróica cruzada contra a escravidão na Inglaterra.
    Também assisti esse filme e gostaria de tecer minhas observações.

No filme, depois de intenso encontro com Deus, Wilberforce fica pensando se devia abandonar a promissora carreira política em favor de sua busca espiritual. 
     C
onvidado para uma reunião com
companheiros abolicionistas, um deles observou: 
 -
“Sr. Wilberforce, compreendemos o problema que o senhor enfrenta de escolher entre a obra de Deus e sua missão de ativista político”. 
      Outra pessoa acrescentou:
-  
“Humildemente sugerimos que o senhor faça as duas coisas”.  

 

       Wilberforce consultou seu mentor de longa data, John Newton, autor da conhecida música, 'Maravilhosa Graça' (Amazing Grace), que concordou com a observação e o desafiou a abraçar, ao mesmo tempo, suas convicções espirituais e sua carreira política.

 

       Uma campanha feroz está em curso enquanto eleitores americanos se preparam para eleger um novo presidente. Discussões similares estão ocorrendo nos Estados Unidos:
- Que papel a fé desempenha no exercício da política, se é que isso ocorre mesmo? 
    -
Deveria haver 'separação entre Igreja e Estado' também em nível pessoal 
        - ou as convicções espirituais de cada um interferem necessariamente 
            - no exercício de seu cargo e sua liderança?  

 *Cada um que persegue uma carreira no meio empresarial e profissional deve responder à mesma pergunta. Deve nossa espiritualidade ser mantida à parte do exercício de nosso trabalho ou nossas crenças devem influenciar como e o que fazemos? Faz muitos anos que optei: minhas crenças espirituais e convicções pessoais não podem ficar separadas do que sou como jornalista, escritor e líder empresarial. 

     Pense nisso assim: o ateu vive e age de acordo com a crença de que Deus não existe. Assim, não tem que prestar contas no âmbito divino. Vive de acordo com seu próprio código moral. Além de observar as leis estabelecidas, o que ele diz e faz não está sujeito a um padrão de julgamento mais elevado.

     Mas se a nossa espiritualidade nos levou à convicção de que existe um Deus, que é o Juiz final de nossa vida na terra, então devemos administrar isso ao nosso comportamento pessoal, à nossa ética e valores profissionais, bem como ao nosso compromisso com a dignidade humana, justiça e compaixão. A maneira como nos conduzimos nas transações comerciais, no trato com empregados, colegas de trabalho, fornecedores, clientes e acionistas e servimos nossa comunidade, deve representar um transbordamento de nossas crenças e convicções mais íntimas. 

       A Bíblia diz: “Tudo o que fizerem, seja em palavra ou em ação, façam-no em nome do Senhor Jesus, dando por meio d’Ele graças a Deus Pai... Tudo o que fizerem, façam de todo o coração, como para o Senhor, e não para os homens. É a Cristo, o Senhor, que vocês estão servindo” (Colossenses 3.17; 23-24). 

     Jesus apresentou esta aguda observação a Seus seguidores sobre administração pessoal: “Quem é fiel no pouco, também é fiel no muito, e quem é desonesto no pouco, também é desonesto no muito.  Assim, se vocês não forem dignos de confiança em lidar com as riquezas deste mundo ímpio, quem lhes confiará as verdadeiras riquezas?” 
                        
(Lucas 16.10-11).  

* Separar crenças e convicções espirituais da prática diária
   -  significa negar a verdadeira identidade
.

 

Próxima semana tem mais!


Texto de Robert J. Tamasy, vice-presidente de comunicações da Leaders Legacy, corporação beneficente com sede em Atlanta. Georgia, USA.  Com mais de 30 anos de trabalho como jornalista, é co-autor e editor de nove livros.Tradução de Mércia Padovani. Revisão e adaptação de J. Sergio Fortes (fortes@cbmc.org.com)


MANÁ DA SEGUNDA® é uma refelxão semanal do CBMC - Conecting Business and Marketplace to Christ, organização mundial, sem fins lucrativos e vínculo religioso, fundada em 1930, com o propósito de compartilhar o Evangelho de Jesus Cristo com a comunidade profissional e empresarial. © 2008 - DIREITOS RESERVADOS PARA CBMC BRASIL -  E-mail: liong@cbmc.org.br -Desejável distribuição gratuita na íntegra. Reprodução requer prévia autorização. Disponível também em alemão, espanhol, francês, inglês, italiano e japonês.


Questões Para Reflexão ou Discussão

 

1.  Você Já tinha ouvido falar de William Wilberforce? Sabia da influência que as convicções espirituais dele exerceram em favor da justiça e das vítimas do comércio de escravos?

2.  Que acha do conselho dado a Wilberforce: 
      - “Humildemente sugerimos que o senhor faça ambas as coisas”?  

3.  Suas convicções espirituais estão separadas de sua conduta no ambiente de trabalho
      - ou elas exercem influência sobre a forma como diariamente realiza seu trabalho? 

4.  Que desafios podem nos impedir de efetivamente integrar nossas crenças espirituais ao trabalho e atividade cotidianos no meio secular? 

5.  Se desejar considerar outros textos da Bíblia sobre o tema veja: 
      Salmos 139.1-10;  Provérbios 28.14;  I Coríntios 3.9-15.








Pérolas.Preciosas - Copyright © 2005-2019 - Todos os direitos reservados ao autor
Permitido imprimir, tirar cópias e colocar em boletins informativos, desde que citando a fonte.