Cada Dia, o Ano Todo!
Junho
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930    
BUSCA:
  

Menu Principal

INICIANTES
    Evangelismo
    Principiantes
    Discipulado
    Discipulador
    Introdução à Bíblia
    Apostilas
AVANÇADO
    Homilética
    Hermenêutica
    Religiões
    Seitas
    Doutrinas
    História da Igreja
VIDA CRISTÃ
    Aos Cristãos em Geral
    Aconselhamento
    Minhas Pérolas
    Finanças
BÍBLIA
    As Escrituras
    VT - Diversos
    VT - História
    VT - Livros
    VT - Sinopse
    NT - Diversos
    NT - História
    NT - Livros
    NT - Sinopse
    Mapas
    Cronologias
    Provérbios
    Salmos
    Panorâmica
    Bíblia Toda em Um Ano
    Esquemas Mensais
ELES / ELAS
    Casais
    Homens
    Líderes
    Liderança
    Maná da Segunda
    Mulheres
    Dicas
    Receitas
EBD / EBF
MISSÕES
    Missões
    Missionários
    Diversos
DIVERSOS
    Hoje
    De a A a Z
    Folhetos
    Reflexões
    Eventos
    Dias Especiais
    Ocasiões
    Publicações

05 13 LIVRES por Jesus ! oc
05 01 Dia do Trabalho oc
05 02 sobre o Trabalho oc rfx
05 13 Abolição oc
05 15 Efeitos da libertação oc rfx
Dentro.Fora da IGREJA oc
05 04 Mãe, que presente quer ? oc
1+ 1 = 1 ? * oc rfx
07 de abril Hist oc
09.06 Pentecostes oc
Esp Sto: não entristecer (4) oc
é FERIADO oc
*Devocionais de janeiro oc
uma cançãopara amenizar
EspSto no VT (1 )
Esp Sto no NT (2)
Esp Sto: ordens ( 3 )
 



,,,Impunidade

 

MANÁ DA SEGUNDA  14 de julho de 2008

Dez anos servindo as comunidades empresarial e profissional           


Impunidade   Por Rick Boxx

 

        Uma nova loja de departamentos estava abrindo, e eu com 15 anos de idade, tive a boa sorte de conseguir meu primeiro emprego. Dizer que meu primeiro dia de trabalho foi memorável é muito pouco. 

Nos fundos da loja, uma grande quantidade de televisores e aparelhos de som tinha sido empilhado perto da porta dos fundos, ao lado do banheiro. Um rebelde colega de escola, Beto, trabalhava ao meu lado, quando o gerente da loja entrou no banheiro. De repente, Beto começou a agir aceleradamente. Trancou o gerente no banheiro, abriu a porta dos fundos e começou a encher a caminhonete dele que estava esperando do lado de fora, com os televisores e aparelhos de som. Depois, entrou no carro e partiu. 

          Quando o gerente conseguiu sair do banheiro descobriu o que tinha acontecido, dando-se conta que Beto havia traído a loja e a ele. Mas o que mais nos espantou foi o que ocorreu nos dias seguintes: NADA!  Nenhuma ação foi tomada. Mesmo todos - incluindo o gerente - sabendo quem tinha roubado as mercadorias, pelo que soubemos, nada jamais foi feito para puni-lo. Por alguma razão desconhecida, o gerente decidiu ignorar o problema, agindo como se nada tivesse acontecido. 

           Essa falha - ou recusa - em adotar qualquer tipo de justiça teve repercussões. Em pouco tempo os empregados passaram a pegar tudo o que desejavam e deixar empilhado ao lado da porta dos fundos. No dia seguinte havia sumido. 

            Sem punição, tornou-se corriqueiro ver empregados agirem como ladrões. A quantidade e impetuosidade para roubar se tornaram desconcertantes.  Salomão escreveu em Eclesiastes 8.11: 'Por que será que as pessoas cometem crimes com tanta facilidade? É porque os criminosos não são castigados logo”. Nos negócios, por exemplo, prestação de contas é crucial. Permitir que alguém escape impune de uma infração cometida estimula  outros a fazer o mesmo.  

        Se você ocupa posição de autoridade é de extrema importância que comunique efetivamente as regras e padrões da empresa e os faça cumprir. Melhor ainda se isso é feito com amor e compaixão. Não como um policial impondo a lei, mas como quem aplica as regras igualmente para todos, protegendo seus interesses. Seja como for, as regras devem ser aplicadas. 

          Assim como as leis se destinam a preservar a ordem, garantir a segurança e promover o bem-estar de todos, regras e práticas do mundo dos negócios servem para modelar o comportamento apropriado e aceitável dos que se relacionam com a organização.  

         O livro de Provérbios ressalta a importância do estabelecimento e manutenção de justiça, no trabalho, comunidade, lar ou outro lugar:
Não é justo favorecer o culpado, deixando de fazer justiça ao inocente” 
(Provérbios 18.5). 
 
“Quando se faz justiça, o justo se alegra, mas os malfeitores se apavoram” (Provérbios 21.15).

 

Próxima semana tem mais!     


Adaptado, sob permissão, de 'Momentos de Integridade com Rick Boxx', um comentário semanal acerca de integridade no mundo dos negócios, a partir da perspectiva cristã. Publicado com a devida permissão. Tradução de Mércia Padovani. Revisão e adaptação J. Sergio Fortes (fortes@cbmc.org.br).


MANÁ DA SEGUNDA® é uma edição semanal do CBMC INTERNATIONAL, uma organização de âmbito mundial, não-denominacional, fundada em 1930, com o propósito de compartilhar Jesus Cristo com a comunidade profissional e empresarial.

© TODOS OS DIREITOS RESERVADOS PARA CBMC BRASIL , CP. 1515, Barueri, SP, 06493-970. E-mail: liong@cbmc.org.br -A distribuição em sua íntegra é desejável, mas a reprodução parcial ou integral requer prévia autorização. Disponível também em alemão, espanhol, francês, inglês, italiano e japonês.  


Questões Para Reflexão/Discussão

1.  Já presenciou alguma situação no trabalho, onde alguém, aberta e ousadamente, desafiou as regras e políticas estabelecidas? Foi adotada alguma medida punitiva? 

2.  No cenário descrito neste artigo, por que você acha que o gerente decidiu ignorar o roubo e não tomar providências para punir o culpado? 

3.  Qual a melhor maneira de estabelecer os padrões e práticas corporativos para os empregados? É suficiente apenas afirmá-los por escrito?

4.  Que papel devem desempenhar os líderes através de seu exemplo pessoal? 

 

Se desejar considerar outras porções da Bíblia sobre o tema, analise:
       Gênesis 18.19; Êxodo 20.15-17; Provérbios 21.3; 29.4.

Para assinar ou cancelar - http://cbmc.org.br/mana.htm








Pérolas.Preciosas - Copyright © 2005-2020 - Todos os direitos reservados ao autor
Permitido imprimir, tirar cópias e colocar em boletins informativos, desde que citando a fonte.