Cada Dia, o Ano Todo!
Maio
D S T Q Q S S
     12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31      
BUSCA:
  

Menu Principal

INICIANTES
    Evangelismo
    Principiantes
    Discipulado
    Discipulador
    Introdução à Bíblia
    Apostilas
AVANÇADO
    Homilética
    Hermenêutica
    Religiões
    Seitas
    Doutrinas
    História da Igreja
VIDA CRISTÃ
    Aos Cristãos em Geral
    Aconselhamento
    Minhas Pérolas
    Finanças
BÍBLIA
    As Escrituras
    VT - Diversos
    VT - História
    VT - Livros
    VT - Sinopse
    NT - Diversos
    NT - História
    NT - Livros
    NT - Sinopse
    Mapas
    Cronologias
    Provérbios
    Salmos
    Panorâmica
    Bíblia Toda em Um Ano
    Esquemas Mensais
ELES / ELAS
    Casais
    Homens
    Líderes
    Liderança
    Maná da Segunda
    Mulheres
    Dicas
    Receitas
EBD / EBF
MISSÕES
    Missões
    Missionários
    Diversos
DIVERSOS
    Hoje
    De a A a Z
    Folhetos
    Reflexões
    Eventos
    Dias Especiais
    Ocasiões
    Publicações

05 13 LIVRES por Jesus ! oc
05 01 Dia do Trabalho oc
05 02 sobre o Trabalho oc rfx
05 13 Abolição oc
05 15 Efeitos da libertação oc rfx
Dentro.Fora da IGREJA oc
05 04 Mãe, que presente quer ? oc
1+ 1 = 1 ? * oc rfx
07 de abril Hist oc
é FERIADO oc
*Devocionais de janeiro oc
uma cançãopara amenizar
 



...Mulligan ?

MANÁ DA SEGUNDA www.cbmc.org.br           

                                                                                             26 de dezembro de 2011

Quatorze anos servindo as comunidades empresarial e profissional


Ganhe um “Mulligan”   Por Robert J. Tamasy

 

Embora não jogue golfe, existe um aspecto do jogo que me atrai: o “mulligan”. Em um jogo amistoso os competidores recebem uma segunda chance para dar uma tacada - dar um mulligan. Pode acontecer depois de uma tacada muito ruim ou é simplesmente dada pelos demais jogadores para que a pessoa tente pela segunda vez passar por um ponto crítico do percurso. Em qualquer evento, o mulligan – o “faça outra vez” – é uma chance para corrigir uma tacada infeliz. 

      Seria muito bom se, de tempos em tempos, a vida nos oferecesse um mulligan, não é? Uma oportunidade para avaliar uma decisão ou ação específica e concluir: “Eu não gosto do resultado. Posso tentar outra vez?”

      Ao terminar mais um calendário anual você pode estar desejando que lhe ofereçam um mulligan para algo que você fez: uma decisão financeira desagradável, um relacionamento danificado, uma escolha profissional deficiente, uma estratégia ou plano de negócios mal concebido ou oportunidade desperdiçada. “Posso fazer de novo?”, você gostaria de poder perguntar.  Infelizmente, pelo menos até que inventem a máquina do tempo, não podemos voltar atrás. A vida não oferece a chance de “fazer outra vez”, nem nos convida a “dar um mulligan”. Devemos enfrentar e viver com as consequências das nossas decisões e ações erradas, bem como colher os benefícios do que fizemos corretamente. Apesar disso, quando um ano termina e outro está para começar, não podemos deixar de fazer uma “revisão”, avaliando o que foi e o que não foi tão bom assim nos últimos 12 meses.

        Assim, enquanto celebramos os triunfos no ano que passou e sacudimos de nossos ombros os fracassos, eis alguns princípios extraídos da Bíblia que nos podem ser úteis: 

 

1-Não se deixe distrair. Atualmente as pessoas têm grande prazer em realizar múltiplas tarefas. Mas diz o ditado que se você se torna “pau para toda obra” geralmente acaba por não dominar nenhuma. Determine o que você faz melhor e se concentre nisso. “Suporte comigo os meus sofrimentos, como bom soldado de Cristo Jesus. Nenhum soldado se deixa envolver pelos negócios da vida civil, já que deseja agradar aquele que o alistou” (2Timóteo 2.3-4). 

 

2-Concentre-se em um propósito preponderante. Por que você está aqui? Qual seu propósito? Estas perguntas o capacitarão a se concentrar. “Não estou querendo dizer que já consegui tudo o que quero ou que já fiquei perfeito, mas continuo a correr para conquistar o prêmio, para isso já fui conquistado por Cristo Jesus” (Filipenses 3.12). 

 

3-Olhe adiante, nunca para trás. Um corredor que olha frequentemente para trás não corre em linha reta. De igual modo, se continuarmos a olhar o que está no passado e não o que vamos encontrar no futuro, provavelmente nos desviaremos do objetivo. No mínimo o ritmo de avanço será menor. “Porém, uma coisa eu faço: esqueço aquilo que fica para trás e avanço para o que esta na minha frente” (Filipenses 3.13). 

 

4- Tenha em vista o final desejado. O fracasso não é necessariamente o fim: ele pode nos instruir quanto ao que mudar ou fazer melhor, nos ajudando na busca pelo sucesso. “Corro direto para a linha de chegada a fim de conseguir o prêmio da vitória. Esse prêmio é a nova vida para a qual Deus me chamou por meio de Cristo Jesus” (Filipenses 3.14).   

 

Próxima semana tem mais!    


Texto de Robert J. Tamasy, vice-presidente de comunicações da Leaders Legacy, corporação beneficente com sede em Atlanta. Georgia, USA.  Com mais de 30 anos de trabalho como jornalista, é co-autor e editor de nove livros.Tradução de Mércia Padovani. Revisão e adaptação de J. Sergio Fortes (fortes@cbmc.org.com)


MANÁ DA SEGUNDA® é uma refelxão semanal do CBMC - Conecting Business and Marketplace to Christ, organização mundial, sem fins lucrativos e vínculo religioso, fundada em 1930, com o propósito de compartilhar o Evangelho de Jesus Cristo com a comunidade profissional e empresarial. © 2009 - DIREITOS RESERVADOS PARA CBMC BRASIL -  E-mail: liong@cbmc.org.br -Desejável distribuição gratuita na íntegra. Reprodução requer prévia autorização. Disponível também em alemão, espanhol, inglês, italiano e japonês.


Somos contra o SPAM na rede e em favor do direito à privacidade. Esta mensagem não é considerada SPAM, pois o remetente está identificado, o conteúdo claramente descrito e com a opção de exclusão de seu e-mail. Para exclusão do seu nome de nossa lista de mailing , por favor, envie um email para liong@cbmc.org.br escrevendo 'REMOVER' no campo de assunto.


Questões Para Reflexão ou Discussão

 

1.    Se você pudesse “dar um mulligan”, mudar algo no ano passado, o que seria e por quê?

2.    Como você age ao ver um ano terminar e outro começar? Você toma decisões, estabelece metas, reavalia o ano passado ou desenvolve planos para efetuar mudanças desejadas?

3.    Já se sentiu culpado de ficar no passado tempo demais? Que efeito isso exerceu sobre sua habilidade de avançar rumo ao futuro com novos planos e objetivos?

4.    A Bíblia afirma:“Quem está unido com Cristo é uma nova pessoa; acabou o que era velho, e já chegou o que é novo” (2Coríntios 5.17). O que isto significa para você, pessoal e profissionalmente?

Desejando considerar outras passagens da Bíblia relacionadas ao tema, sugerimos:
Salmos 40.3; Provérbios 3.9-10; Isaías 43.18-19; Ezequiel 18.30-31; Mateus 9.16-17.







Pérolas.Preciosas - Copyright © 2005-2020 - Todos os direitos reservados ao autor
Permitido imprimir, tirar cópias e colocar em boletins informativos, desde que citando a fonte.