Cada Dia, o Ano Todo!
Maio
D S T Q Q S S
     12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31      
BUSCA:
  

Menu Principal

INICIANTES
    Evangelismo
    Principiantes
    Discipulado
    Discipulador
    Introdução à Bíblia
    Apostilas
AVANÇADO
    Homilética
    Hermenêutica
    Religiões
    Seitas
    Doutrinas
    História da Igreja
VIDA CRISTÃ
    Aos Cristãos em Geral
    Aconselhamento
    Minhas Pérolas
    Finanças
BÍBLIA
    As Escrituras
    VT - Diversos
    VT - História
    VT - Livros
    VT - Sinopse
    NT - Diversos
    NT - História
    NT - Livros
    NT - Sinopse
    Mapas
    Cronologias
    Provérbios
    Salmos
    Panorâmica
    Bíblia Toda em Um Ano
    Esquemas Mensais
ELES / ELAS
    Casais
    Homens
    Líderes
    Liderança
    Maná da Segunda
    Mulheres
    Dicas
    Receitas
EBD / EBF
MISSÕES
    Missões
    Missionários
    Diversos
DIVERSOS
    Hoje
    De a A a Z
    Folhetos
    Reflexões
    Eventos
    Dias Especiais
    Ocasiões
    Publicações

05 13 LIVRES por Jesus ! oc
05 01 Dia do Trabalho oc
05 02 sobre o Trabalho oc rfx
05 13 Abolição oc
05 15 Efeitos da libertação oc rfx
Dentro.Fora da IGREJA oc
05 04 Mãe, que presente quer ? oc
1+ 1 = 1 ? * oc rfx
07 de abril Hist oc
é FERIADO oc
*Devocionais de janeiro oc
uma cançãopara amenizar
 



Fim de ano, ano novo %

MANÁ DA SEGUNDA             www.cbmc.org.br

                                                     http://www.facebook.com/groups/CBMCBRASIL       https://soundcloud.com/cbmcbrasil

28 de dezembro de 2015

Dezoito anos servindo às comunidades empresarial e profissional


O Final de um Velho Ano Pode ser um Novo Começo

Por Robert Tamasy

 

Nunca é cedo demais – ou demasiado tarde – para se começar de novo. E alguma coisa acerca da chegada de um novo ano nos inspira a buscar novos começos, seja redobrando os esforços para alcançar uma meta de longa data, seja promovendo as mudanças necessárias,  já que as velhas formas de fazer as coisas não funcionaram. 

 

Sendo assim, com o 1º de janeiro de 2016 pairando sobre nós, muitos se descobrem pensando em resoluções e objetivos, juntamente com decisões do tipo: “Este ano eu vou...”, ou, “A partir do primeiro dia do próximo ano, eu não vou mais...”. Talvez nos sintamos encalhados num emprego sem perspectivas, que pouco nos realiza e não oferece chances de progresso. Talvez exista um passo importante quanto à nossa formação que tenhamos prorrogado – aquele que poderia abrir novas oportunidades profissionais. 

 

Também pode ser na esfera dos relacionamentos; a determinação de fortalecer um casamento ou estabelecer laços com outros membros da família. As preocupações financeiras também podem ser o nosso foco: a necessidade de mudarmos hábitos de consumo, reduzirmos ou nos livrarmos das dívidas, iniciarmos um programa agressivo de poupança ou investimentos, preparando-nos para necessidades futuras ou para a aposentadoria. 

 

A relação das áreas que poderíamos considerar para estabelecer um novo começo é longa: preparo físico, hábitos alimentares, atividades de lazer, tratamento de problemas emocionais como ira, ansiedade, medo, falta de motivação, impaciência. Ou ainda crescimento espiritual, o desejo de crescer e amadurecer na fé, especialmente com a aplicação e vivência daquilo que cremos nas circunstâncias e responsabilidades cotidianas. 

 

Infelizmente, o caminho das boas intenções às vezes nos leva a um beco sem saída, ou pode resultar em mais frustração, se não houver um plano claro na busca pelos objetivos desejados. Por isso os objetivos precisam ser mais do que o desejo idealizado de alguma coisa; eles precisam ser expressos em termos específicos, mensuráveis e alcançáveis. Ao mesmo tempo, é preciso o compromisso de rever esses objetivos regularmente para avaliar o progresso obtido. Algum tipo de prestação de contas pode ser útil – convidar pessoas que respeitamos e que se preocupam conosco para periodicamente perguntar como estamos indo em áreas nas quais desejamos ver mudança. Eis aqui alguns princípios a serem considerados: 

 

Busque a direção de Deus para seus objetivos. Todos nós temos a capacidade de desenvolver ideias que parecem razoáveis, mas sempre é melhor perguntar primeiro a Deus, o Planejador Mestre, que saber melhor do que nós o que fazer. Devemos estar dispostos a deixar que Ele governe e redirecione como quiser. “Consagre ao Senhor tudo o que você faz, e os seus planos serão bem-sucedidos.”  (Provérbios 16:3). “Em seu coração o homem planeja o seu caminho, mas o Senhor determina os seus passos.” (Provérbios 16:9).

 

Recrute ajuda para atingir seus objetivos. Quando perseguimos objetivos importantes, todos precisamos de estímulo, apoio e de prestação de contas de amigos e associados valiosos. Conselhos sensatos também podem nos ajudar a ter um bom começo e a permanecer no rumo. “Sem diretrizes a nação cai; o que a salva é ter muitos conselheiros.”  (Provérbios 11:14). “Assim como o ferro afia o ferro, o homem afia o seu companheiro.” (Provérbios 27:17). 

 

Permaneça buscando o objetivo. Quando um objetivo acalentado leva muito tempo e esforço para ser atingido, não é incomum que se perca o ânimo e o foco, curvando-se ao peso do desencorajamento.  Sendo assim, como um corredor de longa distância,

precisamos ter em mente a linha de chegada, ignorando o esforço ao longo do trajeto. “Prossigo para o alvo, a fim de ganhar o prêmio do chamado celestial de Deus em Cristo Jesus.”  (Filipenses 3:14).  

Próxima semana tem mais!     Robert J. Tamasy, vice-presidente de comunicações da Leaders Legacy, corporação beneficente com sede em Atlanta. Geórgia, USA. Com mais de 30 anos de trabalho como jornalista, é co-autor e editor de nove livros. Tradução de Mércia Padovani. Revisão e adaptação de Juan Nieto (jcnieto20@gmail.com).


Questões Para Reflexão ou Discussão  

 

1. Você estabelece objetivos ou formula resoluções a cada ano novo?  Você já fez isso para o próximo ano?  Quais são eles?

 

2. O que você pensa sobre novos começos? É difícil para você romper com o velho (emprego, tradições, hábitos, padrão de pensamento, etc.) e abraçar novas formas e abordagens para fazer as coisas?

 

3. Você já foi vítima das suas boas intenções – começar bem, mas deixar de seguir até o final? Por que você acha que isso ocorreu? O que você pode fazer para evitar fracassos futuros?

 

4. Que papel você atribui a Deus enquanto busca um novo começo em alguma área em especial de sua vida? É difícil discernir a direção de Deus ao formular metas e planos?

 

Nota.: Desejando considerar outras passagens da Bíblia relacionadas ao tema, sugerimos: Isaías 43:19; Ezequiel 36:26;  Marcos 2:22; II Coríntios 5:17; Apocalipse 21:5. 



MANÁ DA SEGUNDA® é uma reflexão semanal do CBMC - Conectando Business e Mercado a Cristo, organização mundial, sem fins lucrativos e vínculo religioso, fundada em 1930, com o propósito de compartilhar o Evangelho de Jesus Cristo com a comunidade profissional e empresarial. © 2013 - DIREITOS RESERVADOS PARA CBMC BRASIL - E-mail: liong@cbmc.org.br -Desejável distribuição gratuita na íntegra. Reprodução requer prévia autorização. Disponível também em alemão, espanhol, francês, inglês, italiano e japonês.


Somos contra o SPAM na rede e em favor do direito à privacidade. Esta mensagem não é considerada SPAM, pois o remetente está identificado, o conteúdo claramente descrito e com a opção de exclusão de seu e-mail. Para exclusão do seu nome de nossa lista de mailing , por favor, envie um email para liong@cbmc.org.br escrevendo 'REMOVER' no campo de assunto.







Pérolas.Preciosas - Copyright © 2005-2020 - Todos os direitos reservados ao autor
Permitido imprimir, tirar cópias e colocar em boletins informativos, desde que citando a fonte.